Poemas póstumos

Este livro está na lista de favoritos de 1 utilizadores.

Poemas póstumos
Autor(a)
António Gedeão
Editora
Sá da Costa
Género Literário
Poesia
Sinopse

Em «Poemas Póstumos, Gedeão manifesta amiúde certo gosto pelo epigrama e pelo aforismo e até roça às vezes pelo maneirismo, através de caprichosas antíteses, como no esplêndido «Poema das Coisas, onde compara ironicamente o homem e a pedra à fugacidade do amor. Continua a dar-nos poemas de vibração colectiva, mas as suas tonalidades tornam-se com frequência mais escuras e o tecido lírico é invadido por um certo cepticismo. Lembro o triste, terrível «Poema do Amor Fóssil (Poemas Póstumos), com o seu advertido receio de insensibilidade do mundo cibernético. Um dos poemas capitais desta segunda fase de António Gedeão é o doloroso «Poema sem Esperança, onde o sujeito poético conta ter simulado por vezes, como um médico, como um soldado, mais esperança do que aquela que sentia. É a hora das últimas confissões: «Era uma esperança imposta, necessária / para as voltas dos dias e das noites. Mais complexo e contraditório nos surge o poeta, agora na sua total humanidade. Num dos seus poemas mais delicados, «Poema do Menino do Higroscópio, Gedeão apresenta-nos a natureza sensualizada pelo pólen, cujos grãos buscam o óvulo. É a pintura da Primavera eterna, em que palpita o desejo, real ou imaginário, dos namorados.

1° edição

 

Idioma
Português
Preço
10.00€
Estado do livro
Excelente
Portes Incluídos
Aceita troca
Possibilidade de entrega em mãos: Almada/Centro Sul
Quero comprar
Sobre o/a vendedor/a

Cátia M.

Tempo de resposta: Até 12 horas

Métodos de pagamento: Mbway (preferencial)/Transferência bancária/Numerário (para entregas em mãos)

Outros meios de contacto:

,